O artista José Fernandes, conhecido como Zé Diabo, falecido em 2017 com 87 anos, ganhou uma estátua de aproximadamente três metros de altura, que foi inaugurada ontem, segunda-feira (06), em Orleans. A homenagem está localizada na área onde estão esculpidas as Esculturas do Paredão, uma das obras mais reconhecidas do artista.

A cerimônia ainda faz parte das comemorações dos 108 anos do aniversário de Orleans e foi realizada pela prefeitura de Orleans. A viúva, Eunice Debiazi Fernandes, com 87 anos, esteve presente junto com os filhos Fernando e Joel, e os netos Bruno e Erica. O filho Joel, 56 anos, que trabalhou junto com o pai na obra das Esculturas do Paredão durante 10 anos, não esconde a emoção ao ver a estátua e ao relembrar das inspirações do pai.

“Muitas vezes eu servia de modelo para ele. É gratificante tudo isso”, revela emocionado.

A estátua foi confeccionada pelo artista Paulo Afonso Dalsasso, que levou dois meses para terminar o trabalho. “Estou muito feliz”, disse a viúva Eunice Debiazi, agradecendo a homenagem. O reitor do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave) e presidente da Febave, Guilherme Valente de Souza, esteve na cerimônia e enfatizou a importância do reconhecimento.

“É uma forma de eternizar a nossa história”, disse.

O prefeito de Orleans, Jorge Koch, disse que a administração vem procurando resgatar cada vez mais a história do município. “Quem olhar a estátua, vai lembrar seu José Fernandes”, afirmou. O prefeito ainda revelou que pretende fazer ainda mais uma estátua. “Queremos ainda uma estátua dos tropeiros, lá na comunidade de Três Barras. Eternizando a história de Orleans”, declarou.

Sobre o paredão

A ideia de esculpir o paredão, nasceu em 1977, e o projeto inicial previa 26 painéis. A obra iniciou em 1980 e foi paralisada em 1987. O Padre João Leonir Dall’Alba, fundador da Fundação Barriga Verde (Febave), mantenedora do Unibave e Paredão de Esculturas, contratou o artista Zé Diabo para fazer a obra. Em 1984, um convênio com a Fundação Catarinense de Cultura até chegou a colaborar com o empreendimento. Mas por falta de verbas os trabalhos foram paralisados.

As Esculturas do Paredão localizam-se nas margens do Rio Tubarão na Rua Ethienne Stawiarski, em Orleans. Os painéis são esculpidos na rocha, que variam entre 3 e 10 metros quadrados. Cada painel traz a representação de uma passagem bíblica: Primeira Missa no Brasil, Catequese dos índios, Criação do Homem, Sacrifício de Abraão, Passagem do Mar Vermelho, Templo de Rei Salomão, Dois últimos Profetas do Antigo Testamento, Anunciação e Nascimento de Cristo. A obra foi esculpida pelo artista, contratado pela instituição e a visitação é gratuita ao público.

Fonte: OCP News.