Os prefeitos de Forquilhinha, de Nova Veneza, e de Maracajá e diretor do CIM-AMREC, Daniel Spillere estiveram reunidos ontem, quarta-feira (22), com técnicos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, em Florianópolis. Na pauta, os ajustes finais do convênio para a instalação da Usina de Asfalto, por meio do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Associação dos municípios da Região Carbonífera (CIM-AMREC).

O próximo passo é o consórcio encaminhar ofício com os orçamentos para construir a estrutura, que será instalada em Forquilhinha e, atenderá os três municípios. A previsão é que o convênio seja assinado nos próximos 60 dias. O investimento por parte do governo do estado é estimado em R$ 10 milhões.
“Uma reunião importante para definirmos os ajustes finais para a construção da Usina de Asfalto. O nosso pleito será atendido pelo governo do estado e é de suma importância para os três municípios. Poderemos pavimentar mais e economizar cerca de 50% a cada obra de pavimentação. Agora aguardamos os tramites legais”, afirma o prefeito Neguinho.

O prefeito de Maracajá, Anibal Brambila, frisou a importância da usina de asfalto. “Esta usina será de muita valia para o município de Maracajá. É um equipamento novo, moderno e que irá ajudar muito à Prefeitura a economizar nas obras de pavimentação. Além disso, também ajudará no processo burocrático, pois com a implantação da usina nós (prefeitos) teremos mais autonomia e conseguiremos realizar mais obras”, disse.
Frigo também destacou com mais um passo importante para a instalação da Usina. “A Usina de Asfalto vai trazer muitos benefícios para Nova Veneza, Forquilhinha e Maracajá. Esse equipamento vai garantir muito mais agilidade nas pavimentações e demandas de reparos das nossas vias públicas”.
Participaram ainda do encontro, o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura de Forquilhinha, Valcir Antônio Matias, o Geraldo Leandro, secretário de Meio Ambiente e Turismo e a gerente da prefeitura de Forquilhinha, Ester Barp.