A Unesc  entregou na última quarta-feira (22), computadores para as instituições de ensino que participaram do projeto de extensão Vivências e Experiências na Comunidade (Vivercom) da Unesc, que conta com acadêmicos bolsistas do programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu), vinculados ao Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (Proesde). Ao todo, dez escolas das regiões Carbonífera e do Extremo Sul, em Criciúma, Içara, Siderópolis, Araranguá, Sombrio e São João do Sul, foram beneficiadas com a atividade neste ano.

Conforme a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Guglielmi Faustini Sônego, a ação prática confirmou a importância das intervenções nas comunidades. “As unidades escolares receberam oficinas
educativas e, em uma segunda etapa, a intervenção presencial de embelezamento realizado pela Universidade, mais doação de materiais e equipamentos para as instituições que estão recebendo neste momento”, contou. “Estamos entrando em contato com todas elas, para virem aqui na Universidade, e receberem o chromebook”, comentou Fernanda.

Na tarde desta quarta-feira, os diretores das escolas de Criciúma Irmã Edviges e João Frassetto, além da escola de Içara Antônio Colonetti, e José do Patrocínio do município de Siderópolis, assinaram o termo e receberam os equipamentos que vão auxiliar nas atividades escolares.

A terceira etapa do ViverCom será a elaboração de um e-book com todas essas experiências. “A Universidade contou, neste ano, com 470 bolsistas envolvidos”, complementou.

A assessora da Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Universidade, professora Sheila Martignago Saleh, e o coordenador do Núcleo de Empreendedorismo da Universidade, Diogo Pereira Morais, acompanharam a entrega.

Proesde

O Proesde é regulamentado pela Portaria Normativa 2180/SED/2020 e tem como objetivo a concessão de bolsas de estudos para estudantes matriculados em cursos de Graduação e de Licenciatura, sob a coordenação da Diretoria de Políticas e Planejamento Educacional (Dipe) da Secretaria de Estado da Educação (SED). O programa abrange todas as regiões de Santa Catarina beneficiando estudantes matriculados em cursos nas Instituições de Ensino Superior (IES) mantidas por Fundações Educacionais de Ensino Superior, instituídas por leis municipais.

O programa consiste em um conjunto de atividades de ensino, pesquisa e extensão voltadas à formação do estudante e bolsista enquanto cidadão e profissional capaz de intervir e contribuir em seu contexto regional, mediante a articulação entre sua formação acadêmica e o desenvolvimento educacional e socioeconômico de sua região. Tais atividades são desenvolvidas por meio de projetos de intervenção abrangendo todas as Regionais de Educação.

Escolas participantes

Também participaram das intervenções neste ano as escolas Dolvina Leite de Medeiros, de Araranguá, Antônio Milanez Neto e João Dagostim, de Criciúma, Salete Scotti dos Santos, de Içara, Macário Borba, de Sombrio, e Maria Solange Lopes de Borba, de São João do Sul.